VOCE TAMBÉM PODE TORNAR SEU LAR FELIZ E CRISTÃO

 

Se você deseja que sua família viva bem, precisa entender a necessidade de promover o relacionamento da mesma com Jesus.

Ao instituir o primeiro lar, o Senhor Deus partiu da necessidade de companheirismo entre os seres humanos: "Não é bom que o homem esteja só". Gênesis 2:18. Ao se iniciar a vida em família os cônjuges devem estar conscientes da importância de satisfazer as necessidades de seus membros:

Em uma pesquisa realizada na cidade de Oklahoma, descobriu-se que as chamadas "famílias fortes" eram aquelas que apresentavam seis características predominantes em seu relacionamento:

1 – Um sábio uso do tempo em conjunto – Estas famílias empreendem muitas coisas em conjunto. O tempo assim aplicado não é algo que simplesmente acontece, mas elas fazem com que ele ocorra. Buscam estar associadas em todas as áreas de suas vidas, refeições, recreação, adoração e mesmo no trabalho.

2 – Um bom padrão de comunicação – Elas gastam tempo desenvolvendo a arte de conversar e ouvir. Tais famílias crêem que um bom ouvinte comunica respeito, prestando atenção ao que está sendo comunicado. Por isso, gastam mais tempo ouvindo do que falando.

3 – Compromisso – Para estes lares, estarem profundamente comprometidos com a felicidade e o bem-estar um dos outros é extremamente importante.

4 – Habilidade para lidar de modo positivo com as crises – As crises são manipuladas de modo construtivo. De alguma forma, elas tratam a mais escura situação sob a ótica de nela encontrarem algum elemento positivo, não importa quão estreita ou pequena possa ela ser. Mediante a crise, elas se unem mais, em vez de permitirem o fracionamento do seu grupo.

5 – Apreço – Estas famílias expressam muito apreço entre si. Cada um dos membros procura animar psicologicamente os outros, estimulando-os positivamente.

6 – Alto grau de orientação religiosa – Isto concorda com as pesquisas efetuadas ao longo dos últimos 50 anos, as quais revelam uma relação positiva entre religião e a felicidade no matrimônio e extensos aos relacionamentos familiares. O comprometimento destas famílias vai além da ida à igreja, ou da simples participação nos serviços religiosos. Trata-se de um compromisso com um estilo de vida espiritual. Seus membros descrevem este ato como uma conscientização da presença de Deus, a qual fornece a eles um sentido de propósito, de apoio e de fortalecimento. Estão usando a Palavra de Deus como modelo.

Os dias atuais são caracterizados por uma onda crescente de influências que ameaçam a estabilidade do amor em família. São influências as mais diversas que se infiltram de modo sutil no ambiente familiar, minando sua resistência ao mal, tornando-a fraca e desestimulada a praticar os princípios do relacionamento altruísta cristão.

Hoje a sociedade já não oferece condições que permitam o desenvolvimento harmônico do caráter. De modo assustador estas influências perniciosas progridem, não considerando os funestos resultados, insinuando-se sutilmente, mas, agindo de forma cruel na separação de casais, no abandono dos filhos, na rebeldia para com os pais, na desunião entre irmãos.

Somente o amor de Deus sendo cultivado no coração e no lar poderá fornecer condições para que um casal ou uma família possa resistir a esta onda assustadora de problemas, que tem destruído muitos lares no presente.

Lembre-se que o lar, o relacionamento conjugal não é fiador da felicidade. O marido e a mulher podem viver sob o mesmo teto, gastar o dinheiro em comum, dormir no mesmo quarto, comer juntos, ter filhos de uma de uma experiência que partilharam juntos, mas se não se revestirem do amor de Deus, as intimidades dos relacionamentos familiares e conjugais podem conduzir a um distanciamento e a uma separação.

Um certo engenheiro tem em sua mesa de trabalho um livro grosso: Manual de Máquinas. Consulta-o constantemente à procura de fatos e fórmulas de que necessita para orientar-se em seu trabalho. Suas páginas estão gastas pelo uso diário.

Aceitar a Palavra de Deus como seu guia implica em usá-la como o engenheiro faz com o seu manual. Se você o fizer, estará procurando a orientação necessária para manter o equilíbrio em seu lar, em seu matrimônio e com toda certeza, você viverá mais feliz.

DICAS PARA O SUCESSO ESPIRITUAL DA FAMÍLIA

 

Pastor Helio Coutinho

Departamento dos Ministérios da Família - USB